Conselho de Gestão Fiscal de Maringá anunciou que o limite prudencial com despesas com pessoal da Prefeitura poderá ser atingido em setembro - Saiba Já! Jornal Online

Publicidade


Post Top Ad

Conselho de Gestão Fiscal de Maringá anunciou que o limite prudencial com despesas com pessoal da Prefeitura poderá ser atingido em setembro

Share This


ATINGINDO O LIMITE.
 Em reunião realizada hoje, o Conselho de Gestão Fiscal de Maringá anunciou que o limite prudencial com despesas com pessoal  (95% da receita corrente líquida) da Prefeitura poderá ser atingido em setembro. A partir de então, o Executivo estará proibido por lei de nomear ou contratar pessoal (salvo para fazer frente a aposentadorias ou falecimentos nas áreas de saúde, educação e sergurança), conceder aumento (salvo aqueles determinados por lei ou sentença judicial) e pagar hora extra a servidor.

O Conselho divulgou também que os pagamentos de hora extra aumentaram de 2017 para 2018. Em 2017, a Prefeitura pagou R$ 1,35 milhão por horas extras em janeiro, R$ 1,04 milhão em fevereiro, 1,08 milhão em março e R$ 1,52 milhão em abril. Em 2018, foram R$ 1,9 milhão em janeiro, R$ 1,4 milhão em fevereiro, R$ 1,4 milhão em março e R$ 2,04 milhões em abril.

Se 100% da receita corrente líquida forem atingidos, o Município terá que cortar gastos com cargos em comissão e funções de confiança, exonerar servidores em estágio probatório e ficará proibido de firmar convênios e contrair empréstimos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Bottom Ad

Pages