Justiça concede prazo de 10 dias para que o Dr. Jamal apresente documentos comprovando irregularidade na saída do vereador 'Do Carmo' do PR - Saiba Já! Jornal Online

Publicidade


Post Top Ad

Justiça concede prazo de 10 dias para que o Dr. Jamal apresente documentos comprovando irregularidade na saída do vereador 'Do Carmo' do PR

Share This

Atualizado às 10h19
A justiça através da juiz eleitoral, Loril Leocádio Bueno Junior, concede prazo de 10 dias para o médico, Dr. Jamal Ali Mohamad Abou Fares, apresentar documentos que comprovem que a saída do vereador não foi por decisão do partido. O vereador maringaense, Paulo Rogério do Carmo, pré-candidato a deputado estadual no Paraná, saiu recentemente do 'PR' e filiou-se no PSL.

A decisão acontece após o ex-presidente do diretório do PSL local, o médico, Dr. Jamal Ali Mohamad Abou Fares, acionar o vereador na justiça, Jamal é suplente de 'Do Carmo' na câmara municipal de Maringá e relata que a saída do vereador é irregular. Segundo Jamal, Do Carmo usou a janela partidária para deputado, saiu do PR e foi para o PSL. Já o vereador alega que sua saída é legal porque foi "expulso" do partido.

"Eu sinceramente não entendi a posição dele, pois o que de fato aconteceu é que o do Carmo se filiou ao PSL, formalizando sua infidelidade partidária, que pela atual regra eleitoral não é permitida esta janela partidária,  o vereador teria que permanecer no PR ou ficar sem partido até o final do seu mandato, o que não aconteceu. Mas temos que dar uma justificativa ao "Juiz eleitoral", é isso que eu acho, o advogado do partido vai ter que alegar isso, disse Jamal.

"Regras de deputados para janela partidária não valem para vereadores, diz TSE"





Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Bottom Ad